Pular para o conteúdo
Início » 2 cidades na Itália pouco conhecidas com qualidade de vida altíssima para viver

2 cidades na Itália pouco conhecidas com qualidade de vida altíssima para viver

cidades italianas Sardenha

Quando pensamos em nos mudar para a Itália, é comum ouvirmos que as cidades italianas situadas ao norte do país são as melhores para se estabelecer devido às melhores oportunidades de emprego e desenvolvimento econômico, enquanto as cidades do sul oferecem um custo de vida mais baixo.

Publicidade

Também é comum lermos que as cidades de Trento e Bolzano, localizadas bem no norte da Itália, quase na divisa com a Áustria, são cidades ricas, limpas, seguras e onde todos os serviços funcionam super-bem. E realmente, quando estivemos em Trento, logo notamos a diferença.

Embora tudo isso seja verdade, é importante lembrar que existem exceções notáveis a essa regra. Portanto, ao decidir onde viver na Itália, é importante considerar que cada lugar tem suas próprias vantagens e desvantagens, e cabe a cada um avaliar quais delas são mais importantes para sua vida e suas necessidades.

cidades italianas Sardenha

Sardenha – Foto: Pixabay

Quem classificou estas duas cidades com alta qualidade de vida?

Publicidade

A revista Esquire, uma revista italiana fundada em 1933, voltada para o público masculino, publicou um ranking de oito cidades italianas com base em diferentes padrões examinados pelo portal Travel and Leisure. A classificação foi decretada pela revista e divulgada através do site.

A alta qualidade dos serviços públicos, seguranças nas ruas, ofertas de trabalho e uma vida cultural de alto valor, foram os critérios analisados para esta classificação.

E quais são as duas cidades pouco conhecidas?

Olbia, situada na Sardegna, e Stresa, no Piemonte, foram destacadas pela revista Esquire como as cidades italianas com alta qualidade de vida para viver “La Dolce Vita”.

Publicidade

A revista avaliou estas duas cidades juntamente com outras seis grandes cidades da Itália como Milão, Roma, Bolzano, Florença, Siena e Bolonha.

Então, vamos conhecer um pouco mais sobre elas.

1) Olbia – Sardenha:

Cidades italianas

Olbia – Fonte: Pixabay

Olbia é uma cidade italiana litorânea, da região da Sardenha, que tem aproximadamente 51 mil habitantes. Uma cidade de tamanho médio para os padrões italianos e que se localiza do lado da costa esmeralda, uma das rotas de praia mais incríveis da Itália, e uma das mais procuradas pelos europeus.

O clima apresenta um verão mais agradável do que das outras cidades da ilha, pois o vento está sempre presente, trazendo um certo refresco, e no inverno, raramente a temperatura chega abaixo de zero.

Outro ponto positivo de Olbia, é que a cidade possui tanto porto como aeroporto. Aliás, saibam que quem reside na Sardenha, é beneficiado com tarifas especiais de “continuidade territorial” através do site Sardegna Mobilità, é possível verificar essas tarifas. O desconto nas passagens incentiva o deslocamento dos moradores para as outras cidades do continente por via marítima ou por via aérea.

Um ponto negativo de Olbia, devemos dizer que é o transporte público, pois na Sardenha o transporte não é muito desenvolvido, o transporte ferroviário é muito ruim e os ônibus não são frequentes, por isso a maioria das pessoas se locomovem pela ilha de carro.

2) Stresa – Piemonte:

cidades italianas

Stresa – Fonte: Pixabay

Intitulada como a “Pérola do Lago Maggiore”, Stresa é uma pequena cidade da região do Piemonte com cerca de 4.800 habitantes e com uma forte economia em desenvolvimento.

É pequena, mas muito bem localizada, pois está a 90km de Milão e a 140km de Turim, sendo que possui fácil acesso ao aeroporto internacional de Malpensa de Milão, e também é muito bem interligada pela malha ferroviária. Aliás, vale dizer que a estação de trem fica no centro da cidade, facilitando o seu uso frequente.

Uma das mais belas cidades do Lago Maggiore, além das águas cristalinas do lago, tem ainda como moldura as montanhas dos Alpes.

Possui uma arquitetura maravilhosa de prédios e hotéis luxuosos, estes representam os anos de glória da cidade que chegaram ao fim dos anos 70, porém super preservados até hoje, o que deixa a cidade ainda mais charmosa e agradável para se viver.

Um ponto negativo de Stresa, é que é uma cidade turística e que é muito visitada nos meses de alta estação, mas é muito pacata nos meses de inverno, que compreende de dezembro a março. Mesmo sem tantos turistas, a cidade se prepara nesta época do ano para expor seus presépios artesanais natalinos construídos ao longo das ruas, movimentando assim os meses de inverno.

Concluindo:

Seja Olbia, uma cidade litorânea, ou Stresa, uma cidade menor, mas próxima de grandes centros urbanos, são cidades economicamente promissoras que tem tudo para continuar crescendo, e oferecendo uma ótima qualidade de vida para seus habitantes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *