Pular para o conteúdo
Início » 5 cidades medievais italianas que você precisa incluir no seu roteiro

5 cidades medievais italianas que você precisa incluir no seu roteiro

Cidades medievais

As cidades medievais italianas, conhecidas como “burgos” ou “borgos” em italiano, são pequenas cidades protegidas por muros, fortificadas e que ainda hoje são habitadas.

Publicidade

Exibem uma beleza ímpar e ao caminhar pelas ruazinhas de pedra te fazem sentir na idade média. Ao todo, existem na Itália 254 burgos lindos e muito bem preservados. Essas cidades medievais tinham como principal atividade econômica, o comércio e o artesanato

Confira agora nossa lista com 5 cidades medievais pouco conhecidas para incluir em seu roteiro e se surpreenda!

 

Publicidade

A rota enogastronômica e cultural “La strada del Sagrantino” foi estabelecida para ressaltar a importância do famoso vinho tinto da região. Ela percorre cinco vilarejos conhecidos por sua arte, sabores e aromas característicos: Montefalco, Bevagna, Giano dell’Umbria, Gualdo Cattaneo, e Castel Ritaldi.

Como pratos típicos da região, você poderá experimentar carne de cordeiro, carnes de caça, a carne de vaca da raça Chianina e o famoso risoto Alla Montefalchese.

Os edifícios medievais na praça central abrem uma porta para o passado e as ricas pinturas das igrejas convidam a conexão com o divino.

Pontos de Interesse:

  • Palazzo Comunale
  • Chiesa di San Filippo Neri (hoje teatro Comunale)
  • Oratório de Santa Maria
  • Os “palazzi” (mansões) Senili, Santi-Gentili, Langeli e Camilli

3) Ravenna, Emília-Romanha – Cidades Medievais

Publicidade

Curiosidade que poucos sabem é que a cidade de Ravenna foi a terceira capital do império romano, depois de Roma e Milão. E que por aqui se hospedava o imperador Carlos Magno, “O Grande” durante suas campanhas de guerra.

Aqui também foi decretado o fim da Idade Antiga e o início da Idade Média, quando pela primeira vez, no ano 476 d.C., a Itália passou a ser governada por um bárbaro.

Os amantes da arte italiana medieval encontrarão em Ravenna um paraíso particular. Não à toa, Ravenna é considerada a cidade dos mosaicos.

Essa fascinante cidade medieval da Itália abriga mosaicos bizantinos impressionantes, como os encontrados na Basílica Sant’Apollinare.

Pontos de Interesse:

  • Museu de arte de Ravenna
  • Sítio Arqueológico Antico Porto de Classe
  • Mausoléo de Gala Placidia
  • Basílica San Vitale

4) Treviso, Vêneto – Cidades Medievais

Há cerca de 35 km de Veneza, as margens do rio Sile, encontra-se Treviso, conhecida também como a pequena Veneza. Uma cidade medieval encantadora com canais e pontes, e uma alternativa mais em conta do que sua vizinha, a própria cidade de Veneza. O charme da região fica completo com as belas construções medievais e os famosos palácios de Treviso, na região central.

No século XII era costume pintar as fachadas das construções, pois naquela época não chegavam à cidade granitos e mármores e assim ficou também conhecida como “Urbs Picta”, que significa a “Cidade Pintada”. Apesar de ter sofrido com os ataques na II Guerra Mundial, a cidade ainda conserva vários edifícios onde se pode ver esta incrível arte.

Pontos de Interesse:

  • Piazza dei Signore
  • Fontane delle Tette
  • Chiesa San Francesco

Curiosidade:

Em 1987 foi fundada em Treviso pela família Benetton, a Fundação Benetton, centro de estudos de pesquisa dos bens culturais da cidade. Em 2011, a Fundação lançou em Treviso uma investigação coletiva de estudos iconográficos e estilísticos das fachadas das casas afrescadas, considerando suas diferentes fases histórias, durante os séculos XIII e XXI.

Estas casas e edifícios estão incrivelmente catalogados no site:

https://trevisourbspicta.fbsr.it/

Vale a pena dar uma olhada!

Aproveite o roteiro pelo Vêneto e conheça Valstagna, o paraíso para os amantes da natureza.

5. Ragusa, Sicília – Cidades Medievais

Essa pacata cidade medieval da Sicília, se divide em Ragusa Nuova e Ragusa Ibla, e é um verdadeiro museu a céu aberto. Em Ragusa a história da região e seus monumentos enchem os olhos dos turistas.

Sua arquitetura barroca foi premiada pela Unesco e muitos monumentos de Ragusa foram declarados Patrimônio da Humanidade.

Ponto de interesse:

Toda a cidade com seus monumentos e sua arquitetura. Mas um lugar imperdível é a Duomo de San Giorgio. É uma das obras de maior destaque do Barroco Siciliano e fica localizada em Ragusa Ibla.

Outra atração imperdível de Ragusa, são seus famosos queijos; pecorino e caciocavallo.

Vale a pena prová-los!

Se você achou este post interessante, clique aqui e conheça Zavattarello. Uma cidade medieval italiana, com um castelo com uma história muito curiosa e bem assustadora.

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *