Pular para o conteúdo
Início » Saiba mais sobre a qualidade de vida na Itália

Saiba mais sobre a qualidade de vida na Itália

qualidade de vida

Um dos grandes fatores a ser considerado quando pensamos em nos mudar de cidade, estado ou país, é a qualidade de vida daquele lugar, não é mesmo?

Publicidade

A qualidade de vida na Itália é uma grande questão. Por isso, pensando em te ajudar, hoje trouxemos algumas informações muito importantes sobre as vantagens e desvantagens de morar na Itália.

Se você está procurando por dados sobre a qualidade de vida, saúde e segurança na Itália, confira o artigo a seguir que podemos te ajudar:

qualidade de vida
Milão

Qualidade de vida na Itália – como avaliar?

Quando pensamos em qualidade de vida, podemos destacar uma série de fatores que podem afetar diretamente a rotina do dia a dia das pessoas, como o bem-estar social, físico, acesso à educação, saúde, saneamento básico, habilitação e políticas públicas, por exemplo.

Publicidade

Assim, podemos dizer que a qualidade de vida está relacionada a uma avaliação da condição daquele determinado lugar, considerando os fatores sociopolíticos e econômicos.

O Índice de Desenvolvimento Humano, conhecido como IDH, é um índice da ONU que avalia o padrão de vida de uma nação, medindo renda, educação e saúde.

Nesta lista, são compiladas informações de 189 nações, divididas nas categorias “desenvolvido”, “em desenvolvimento” e “subdesenvolvido”.

Em 2020, o IDH da Itália foi medido em 0,892 em uma escala que varia de 0 a 1, colocando-a na posição de 29º lugar entre as 189 nações analisadas. Isso significa que a Itália tem um “Nível Muito Alto de Desenvolvimento Humano”.

O IDH da Emilia-Romagna é comparável ao da Áustria, que ocupa o 18º lugar no ranking, conforme os dados de 2019. A Sicília, comparável à Argentina, tem o IDH mais baixo da Itália, registrando 0,845 pontos.

Publicidade

Lembramos que estes são os últimos dados coletados em 2020.

Conforme os dados de 2019, o Brasil está em 84º lugar, com 0,765 pontos, caindo 5 posições em relação à 79ª posição do ano anterior.

Conhecer esses dados é extremamente importante se você está pensando em morar na Itália.

Como é a segurança na Itália?

A segurança na Itália tem sido uma das melhores de todos os países da Europa. Por lá, os habitantes relatam que não existe medo em caminhar pelas ruas em quase todas as cidades do país.

Sobre a questão da criminalidade, existem cidades como Milão, onde o índice de furtos é maior. Em algumas cidades pequenas como Oristano, por exemplo, esse número de denúncias é menor.

Essa tendência acontece em quase todos os países, onde quanto menor a cidade, menor o índice de criminalidade e falta de segurança, e com isso, maior a qualidade de vida na Itália.

Como funciona a saúde na Itália?

A saúde na Itália possui um funcionamento que pode ser comparado com o SUS do Brasil. O Servizio Sanitário Nazionale (SSN) oferece uma cobertura em saúde bem acessível para todos os habitantes.

No Brasil, é comum encontrarmos um posto de saúde em todos os bairros, com médicos especialistas e clínicos gerais.

Já na Itália, cada região das cidades italianas possuem um ou mais médicos disponíveis, dependendo do número de habitantes e do tamanho da região.

Porém, existe uma disparidade muito grande entre o norte e o sul da Itália.

Enquanto no norte do país o “Servizio Sanitario Nazionale” é muito bem estruturado, no sul do país o sistema deixa bastante a desejar.

Cada profissional desse possui um consultório, sendo chamados de Médicos de base ou médicos de família. Para passar em outros procedimentos desse sistema, a consulta com o médico de base é o primeiro ponto.

Você tem acesso a uma lista de médicos cadastrados no “Servizio Sanitario Nazionale” que podem ser escolhidos conforme a disponibilidade de vagas de cada médico.

Uma vez feita a escolha do seu médico de família, será ele que fará o seu acompanhamento e encaminhamento aos médicos especialistas, em caso de necessidade.

Todo atendimento realizado pelo seu médico de família é isento de pagamento. No entanto, em caso de necessidade de um médico especialista ou de um exame de diagnóstico é cobrado um “ticket sanitário” com valor máximo de 36 euros.

Ticket sanitário gratuito?

Vale ainda dizer que o “ticket sanitário” pode ser isento em casos de gravidez, idosos acima de 65 anos com baixa renda, crianças de até 6 anos pertencente à família de baixa renda e, em casos de pessoas desempregadas.

Agora que você entendeu um pouco mais sobre a qualidade de vida na Itália, acesse o nosso site e confira outros textos relacionados ao assunto, para te ajudar nessa escolha de se mudar!

Clique aqui e conheça o projeto de Casa a 1 euro na Itália. Quem sabe não é essa a oportunidade que te espera para viver na Itália?

Ou, quer saber mais sobre Como Ir Morar na Itália? Veja aqui.