Pular para o conteúdo
Início » O que visitar em Florença? Conheça estes 5 palácios históricos que de tão lindos viraram museus

O que visitar em Florença? Conheça estes 5 palácios históricos que de tão lindos viraram museus

Florença

Florença é a cidade italiana que foi o berço do Renascimento na Itália. Visitar todas as suas obras, de valor histórico e artístico inestimáveis, infelizmente é impossível em uma única visita à cidade.

Publicidade

Lembro da nossa primeira visita a Itália em 2004, que ao fazer nosso roteiro de viagem, Florença era um destino certeiro, pois muitos artistas e arquitetos, os quais estudamos seus projetos na faculdade, tiveram suas obras erguidas e consagradas ali, como a cúpula da Duomo de Florença, de Filippo Brunelleschi, por exemplo.

Neste artigo vamos te mostrar algumas construções da cidade que de tão especiais, viraram museus e merecem a sua visita, nem tanto pela beleza de suas fachadas, mas pela riqueza do interior dessas casas que vão te transportar para outra época, e viver todo o poder de riqueza da sociedade florentina da época renascentista.

Florença
Cidade de Florença – Fonte: Pixabay

O que foi o Renascimento?

O Renascimento na Itália, com destaque para a cidade de Florença, foi um período de intensa renovação cultural, artística e intelectual que ocorreu entre os séculos XIV e XVI.

Publicidade

Foi marcado pela redescoberta e valorização das obras da Antiguidade Clássica, especialmente as greco-romanas, e pela promoção do humanismo, uma corrente de pensamento que enfatizava a valorização do ser humano, da razão e do conhecimento.

Florença, em particular, foi o epicentro do Renascimento, graças ao mecenato da família de banqueiros Medici, que apoiaram artistas e intelectuais da época, como Leonardo da Vinci e Michelangelo.

Essa efervescência cultural e artística deu origem a uma produção prolífica de pinturas, esculturas, arquitetura, literatura e ciência, que influenciaram profundamente a história da arte e o desenvolvimento cultural da Europa.

Por que surgiu o Renascimento?

O Renascimento surgiu por uma combinação de fatores históricos, culturais e sociais.

Durante a Idade Média, a Europa passou por um período de estagnação intelectual e cultural, conhecido como “Idade das Trevas”, caracterizado pelo domínio da Igreja Católica e pela falta de acesso aos conhecimentos clássicos.

No entanto, com o declínio do feudalismo e o surgimento das cidades-estado, como Florença, uma nova classe social emergiu: a burguesia. Essa classe buscava prestígio social e poder político e passou a valorizar o conhecimento secular, o comércio e as artes.

Além disso, o contato com o mundo islâmico e o renascimento do comércio com o Oriente trouxeram novas ideias, produtos e perspectivas. Tudo isso criou um ambiente propício para o florescimento do Renascimento, com a valorização da razão, do conhecimento e do ser humano como centro do universo.

Quais sao estes 5 palácios?

1) Palazzo Pitti:

Florença
Palazzo Pitti – Fonte: Pixabay

Projetado por Fillipo Brunelleschi, este importante palácio renascentista, foi construído em 1458 (século XV), para ser a casa do banqueiro florentino Luca Pitti. Em 1539, foi comprado pela família Medici, para ter a função de residência oficial dos Grandes Duques da Toscana. Nele, personagens ilustres já se hospedaram como, por exemplo, a família Bonaparte.

Está localizado bem próximo da Ponte Vecchio, e o projeto conta com paredes grossas e janelas bem elevadas como função de proteção para o palácio, não sendo muito atrativo, mas o seu interior é fantástico, decorado com ricos papéis de parede e obras maravilhosas.

Publicidade

Logo atras do palácio, encontra-se o Jardim Boboli que é um verdadeiro modelo de jardim italiano sendo referência na época, para muitas cortes européias. Imperdível!

Preço do bilhete Palazzo: €16,00

Preço do bilhete Palazzo + Jardim de Boboli: € 22,00

Endereço: Piazza de’Pitti, 1

2) Palazzo Medici Riccardi

Construída por Cosimo Medici em 1444 (século XV), para ser sua residência, esta casa foi considerada o protótipo da arquitetura renascentista.

Mas não se engane com a fachada de arquitetura simples e regular, próprio do renascimento, pois tem o seu interior lindíssimo, ricamente decorado para atender os desejos luxuosos da família Medici.

A história conta que Cosimo rejeitou o projeto do famoso arquiteto da época Filippo Brunelleschi para sua casa porque era um projeto muito suntuoso, e não querendo chamar a atenção dos invejosos, visto seus interesses políticos, deu o projeto para outro arquiteto chamado Michelozzo, e preferiu deixar todo o luxo para o interior da casa.

No século XVI, a casa é comprada pela família Riccardi, a qual a ampliou e a deixou ainda mais irresistível adicionando adornos suntuosos tipicamente do estilo barroco.

Nossa Dica:

A sala chamada “Galleria” e a Capela dos Magos (Capella dei Magi), são tão maravilhosas que só por elas já vale sua a visita ao Palazzo.

Preço do bilhete:

  • Inteiro – € 7,00
  • Reduzido – € 4,00

Endereço: Via Camillo Cavour, 3

3) Palazzo Del Bargello:

Florença

Museu Bargello – Fonte: Pixabay

Situado no centro histórico de Florença, o Museu Nacional de Bargello, ou Palazzo del Popolo, se encontra no antigo Palazzo del Podestà de Florença, o qual foi o primeiro museu dedicado às artes da Idade Média e do Renascimento. Sua construção iniciou-se em 1255, e foi sede de várias funções, até por prisão, o que durou três séculos.

Desde que virou o Museu Nacional em 1859, o museu abriga várias obras renascentistas de autores renomados como: Donatello, Michelangelo e Cellini.

Nossa dica:

No cortile (jardim interno) do prédio, a sala mais próxima da escada, abriga obras importantes de Michelangelo como o “Baco” e “Apolo”. Outra obra interessante que também se encontra nesta sala, é o busto de bronze de Cosimo I, um dos integrantes mais importantes da família Medici.

Preço do bilhete: € 10,00

Endereço: Via del Proconsolo, 4

4) Palazzo Davanzati:

Quer conhecer uma casa super original florentina? Então, é neste museu que você tem que ir.

O Palazzo Davanzati é um exemplo típico de casa florentina do século XIV que reproduz como era a vida cotidiana da alta burguesia de Florença entre o período medieval e renascentista.

Ela foi reestruturada em 1838, mas desde então, está super-conservada com pinturas lindíssimas nas paredes e decorada com móveis originais do século XIV e do século XIX.

Nossa dica:

As salas de maior relevância são: a Sala dos Papagaios (Sala dei Pappagalli, em italiano) e a Sala Pavões (Sala dei Pavoni), onde está a obra de Filippo Brunelleschi chamada de “Madonna col Bambino”.

Preço do bilhete:

  • Inteiro – € 6,00
  • Reduzido – € 3,00

Endereço: Via Porta Rossa, 13

5) Casa Martelli:

A poucos metros do Duomo de Florença encontramos a Casa Martelli, um maravilhoso exemplo de casa-museu de uma rica família florentina. A família ocupou a casa até o ano de 1986, quando a última herdeira, a doou à Cúria e à Basílica de San Lourenço, paróquia da família por séculos.

A casa possui uma fachada bem simples, mas no seu interior encontramos belos tesouros. Abóbadas com afrescos, escada de pedra com corrimão de ferro forjado, salões de festas para grandes eventos e salas decoradas com trompe l’oeil.

Neste site, você consegue verificar os horários e esquema de visitação da Casa Martelli. E por qui é possível fazer um tour virtual pela casa, e se deliciar com vários ambientes em 360º.

Preço do bilhete:

  • Gratuito

Endereço: Via de’Martelli, 9

Gostou deste post e quer conhecer tudo sobre Florença? Clique aqui e continue sua leitura com a gente.

1 comentário em “O que visitar em Florença? Conheça estes 5 palácios históricos que de tão lindos viraram museus”

  1. Pingback: Descubra a magia de Florença: onde cultura e arte estão em toda parte da cidade - ALLA ITALIANA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *