Pular para o conteúdo
Início » Veneza – passo a passo para saber tudo sobre esta cidade incrível

Veneza – passo a passo para saber tudo sobre esta cidade incrível

veneza

A cidade de Veneza foi fundada no ano 421 d.C. quando a laguna foi eleita um lugar seguro para a construção de um porto comercial.

Publicidade

Capital da região do Vêneto e com aproximadamente 270.000 habitantes, Veneza é formada por um conjunto de 124 ilhas banhadas por pequenos canais ligados por mais de 400 pontes. Estas ilhas começaram a ser habitadas e anexadas umas às outras por volta dos séculos 5 e 6, quando, por seu estatuto de cidade livre, abrigava pessoas que vinham refugiadas dos ataques bárbaros e de toda parte do mundo.

Inclusive, os primeiros guetos judaicos foram estabelecidos em Veneza. Por isso foi chamada de “La Serenissima”. Desta forma, a cidade foi crescendo sobre as águas e formando labirintos descoordenados maravilhosos que te fazem esquecer da vida contemporânea.

Veneza: a cidade dos canais

Veneza, a “Cidade dos Canais”, é famosa por sua rede de canais, e nenhum é mais icônico do que o Grande Canal. Essa artéria principal atravessa a cidade em forma de S, estendendo-se por aproximadamente 3,8 quilômetros. O canal é uma parte essencial da vida cotidiana em Veneza, servindo como uma importante rota de transporte e proporcionando vistas espetaculares ao longo do caminho.

Publicidade

O Grande Canal é uma importante rota de transporte em Veneza. Aqui, você encontrará uma variedade de embarcações, desde os tradicionais vaporettos (barcos de transporte público) até os elegantes táxis aquáticos. Uma maneira popular de explorar o canal é através de um passeio de gôndola, onde você pode deslizar suavemente pelas águas enquanto aprecia a vista deslumbrante ao redor.

No entanto, o transporte é feito também através dos outros 150 canais existentes, tanto de mercadorias como de pessoas, pois não existe ruas em Veneza, apenas canais.

Ao longo do Grande Canal, você encontrará uma série de igrejas e museus que valem a pena explorar. Desde a Basílica de Santa Maria della Salute até a Galeria da Academia, há uma abundância de tesouros artísticos e históricos a serem descobertos. Não deixe de reservar algum tempo para explorar esses locais fascinantes.

Portanto, não tenha pressa, porque as pequenas ruelas formam adoráveis labirintos onde você vai se perder em algum momento, por muitas e muitas vezes. Mas acredite, este é o melhor caminho para descobrir lugares incríveis que nenhum guia de turismo vai te levar!! E é a partir deste momento que suas memorias ficarão registradas para sempre!

gondoleiro
Foto Veneza – Pixabay

Como Veneza foi construída sobre a água?

Toda a cidade foi edificada como se estivesse em um pântano raso. Portanto, a área a ser construída era preparada, solidificando postes de madeira pontiagudos que eram fincados até atingir uma camada de solo muito dura chamada “caranto”.

Caranto é uma mistura de areia e argila que se encontra cerca de 10 metros abaixo da superfície do solo da lagoa.

Desta forma, em contato com a água salgada, estes troncos ficavam duros e resistentes como pedra.

A partir daí, eram assentados duas camadas de placas de madeira e outra, de pedras e tijolos, fechados posteriormente com grandes blocos de uma pedra chamada Pietra D’Istria.

Como se formou a arquitetura de Veneza?

Devido a sua privilegiada posição geográfica, a República de Veneza, que existiu entre os séculos IX e XVII, se tornou uma potência mercantil e econômica, beneficiando-se de uma rica e proveitosa relação comercial com o Oriente, desenvolvendo um importante comércio de especiarias e tecidos.

Essa riqueza e as fortes influências culturais fizeram com que a Veneza medieval desenvolvesse um estilo arquitetônico próprio. O Gótico Veneziano.

Veneza – Foto Pixabay

Este estilo é traduzido por domos bizantinos e minaretes islâmicos com arcos ogivais e quadrifólios do gótico europeu. Podemos dizer que é um estilo bastante exótico, que misturado aos canais e pontes, formam uma cidade cinematográfica.

Como chegar a Veneza?

Chegando de avião:

Se você esta vindo para Veneza de avião, você desembarcará no Aeroporto Marco Polo. Este complexo aeroportuário fica localizado no continente e distante 6 km do centro histórico, que por sua vez, está localizado na ilha. A partir do aeroporto de Veneza, você pode ir para o centro com barcos aquáticos públicos, ou táxi aquáticos privados (o que vale muito a pena se estiver em grupo).

Os barcos te deixarão na Piazzale Roma (já na ilha). De lá, você pegará outra embarcação que te deixará na estação do canal mais próximo ao seu hotel. Depois, é caminhar por pontes e escadas até chegar ao seu endereço. Por isso a importância de levar pouca bagagem.

Chegando de carro:

Importante salientar que nem carros, nem motos circulam dentro de Veneza Santa Lucia (Ilha). Portanto se você esta chegando de carro ou moto, você terá que escolher uma das opções abaixo.

Em Veneza Mestre (continente): próximo a estação ferroviária existem diversas opções de estacionamentos pagos. Alguns deles funcionam 24 horas. Outra opção é usar um estacionamento público que pode ser encontrado nas redondezas. Para chegar em Veneza Santa Lucia opção disponível é o trem.

Em Veneza Santa Lucia (Ilha): é possível chegar de carro ou moto até Veneza Santa Lucia (Ilha) através da ponte que interliga o continente à ilha e você terá que estacionar seu veículo em algum dos estacionamentos que ficam na entrada da Ilha.

Dica de estacionamentos em Veneza Santa Lucia (ilha) para poder reservar uma vaga:

Pelo site Parkimeter você pode pesquisar, comparar e escolher o estacionamento que atende às suas necessidades.

Chegando de trem:

O trem é uma ótima opção para ir para Veneza. Essa é sempre a nossa escolha.

Com o trem você tem a facilidade de descer diretamente na ilha (Veneza Santa Lucia). Você chegará na estação chamada Estação Santa Lucia. De lá, ou você anda até o seu destino, ou dependendo da distância, pode pegar um barco público ou privado até seu destino que estão localizados logo na frente da estação.

Dica extra: chegar em Veneza com mala grande não é uma boa escolha, mas existe uma alternativa que é alugar um guarda volume na estação de trem Santa Lucia e seguir apenas com as roupas que usará em Veneza numa pequena mochila.

O Ki Bag é um serviço de guarda volume existente em algumas estações de trem da Itália como Veneza, Nápoles e Milão e outras, onde podemos ver preços e até reservar armários através do site.

Como se locomover em Veneza?

Veneza é uma cidade para se locomover a pé. E você certamente se perderá várias e várias vezes pelas ruelas venezianas. O que é realmente delicioso. Porém, para atingir grandes distâncias, é necessário utilizar do sistema de transporte aquático, seja ele público ou privado.

Veja abaixo:

  • Vaporetto: é o ônibus público de Veneza. Funciona todos os dias, sem interrupção. Você pode comprar os bilhetes em máquinas de autoatendimento fora das estações. O bilhete custa € 7,50 sendo valido por 75 minutos.

Mas se você for utilizar o Vaporetto mais vezes no dia, avalie a compra do City Pass que vale mais a pena;

  • 24 horas = € 20
  • 48 horas = € 30
  • 72 horas = € 40
Bilhete City Pass

O tempo do ticket começa a contar à partir da sua primeira utilização.

  • Traghetto ou Ferry-Boat : são grandes barcos que cortam o grande canal levando carros e pessoas.
  • Alilaguna: balsa pública que percorre grandes distâncias. Esta balsa liga o aeroporto Marco Polo a Veneza. Mas saiba que a travessia dura 1 hora e quinze minutos, e tem saídas de hora em hora apenas. Também faz o trajeto de Veneza para Murano e Lido.
  • Gôndola: para muita gente ter ido a Veneza e não ter passeado de gôndola é o mesmo que não ter ido. Portanto, se você compartilha desta opinião, prepare-se! Dependendo do trajeto, o passeio pode custar de 80 a 200 euros. Mas a noticia boa é que, este valor pode ser dividido entre os passageiros.
  • Taxi Acquático: talvez o mais divertido de todos. Se você estiver em grupo, vale mais à pena pegar o táxi do que o vaporetto.

Gôndolas

Veneza é também conhecida como a cidade dos canais e um passeio de gôndola pelos seus labirintos aquáticos é uma das atrações turísticas mais procuradas por aqui.

Publicidade

Embarcar em uma gôndola é como voltar no tempo e mergulhar na rica história e cultura de Veneza. À medida que você navega pelos canais estreitos, é possível apreciar a arquitetura deslumbrante das antigas mansões venezianas que beiram as margens. Os gondoleiros, verdadeiros contadores de histórias, estarão prontos para compartilhar informações sobre os pontos turísticos ao longo do caminho, proporcionando uma experiência enriquecedora.

Embora o passeio de gôndola não seja considerado uma opção barata, a experiência proporcionada faz com que cada centavo gasto valha a pena. As gôndolas, que atualmente são utilizadas principalmente para passeios turísticos, já foram um meio de transporte luxuoso para famílias abastadas e também utilizadas em ocasiões especiais, como casamentos.

Dicas para um Passeio de Gôndola Perfeito

Para aproveitar ao máximo o seu passeio de gôndola em Veneza, aqui estão algumas dicas úteis:

  1. Reservar com Antecedência: Devido à popularidade dos passeios de gôndola, é recomendável reservar antecipadamente para garantir o seu lugar. Existem várias empresas e pontos de embarque ao longo dos canais de Veneza, então pesquise e escolha aquela que melhor atenda às suas preferências.
  2. Explorar Opções Alternativas: Além do tradicional passeio de gôndola, existem outras opções disponíveis, como passeios compartilhados ou passeios de gôndola combinados com uma visita a um museu ou atração turística. Considere essas alternativas para tornar sua experiência ainda mais memorável.
  3. Horário do Passeio: Os horários mais populares para passeios de gôndola são durante a manhã e a tarde. Se você preferir evitar as multidões, considere fazer o passeio no início da manhã ou no final da tarde, quando a cidade está mais tranquila.
  4. Negociação: Embora os preços dos passeios de gôndola sejam fixados, você pode negociar com o gondoleiro para personalizar seu passeio ou incluir algum ponto turístico específico no itinerário.

Uma boa opção para fazer sua reserva com antecedência e escolher o tipo de passeio é através da empresa GET YOUR GUIDE.

Clima em Veneza

  • Primavera (março a maio): A primavera em Veneza é uma estação encantadora, com temperaturas amenas e um clima agradável. Os meses de março e abril podem ser um pouco mais frescos, mas à medida que maio se aproxima, o clima se torna mais ensolarado e agradável. É um momento em que as flores começam a desabrochar, e os jardins e parques da cidade ganham vida com cores vibrantes.
  • Verão (junho a agosto): O verão em Veneza é geralmente quente e ensolarado. As temperaturas médias variam entre 25°C e 30°C, e ocasionalmente podem ultrapassar os 30°C. É a alta temporada para turistas, pois muitas pessoas aproveitam o clima quente para explorar a cidade e desfrutar dos canais e das praias próximas. No entanto, durante o verão também é comum ocorrerem chuvas e tempestades breves.
  • Outono (setembro a novembro): O outono em Veneza é marcado por temperaturas amenas e uma paisagem espetacularmente colorida. Setembro ainda pode ter alguns dias quentes, mas gradualmente a temperatura diminui ao longo dos meses. É uma época ideal para visitar a cidade, pois há menos turistas e você pode desfrutar dos charmosos canais e das praças tranquilas. Além disso, é quando acontece o famoso Festival Internacional de Cinema de Veneza.
  • Inverno (dezembro a fevereiro): O inverno em Veneza pode ser frio e úmido. As temperaturas médias variam entre 3°C e 9°C, mas podem cair abaixo de zero durante as noites mais frias. Durante essa estação, a cidade é menos movimentada, e é possível explorar os pontos turísticos sem enfrentar multidões. No entanto, é importante estar preparado para dias mais curtos, chuvas e a possibilidade de neve ocasional.

Onde ficar em Veneza?

Veneza é concorridíssima pelos turistas. Por isso você deve se empenhar e se dedicar a pesquisar bons lugares para a sua hospedagem, com muito tempo de antecedência. Indicamos aqui 2 locais onde se encontram os melhores preços de hotéis.

Quer saber mais sobre hospedagem na Itália? Clique aqui e conheça 03 hostels super-legais por até 27 euros a diária/pessoa. Em Veneza, Milão e Roma.

Cannaregio:

Se você chegar a Veneza de trem, ou seja, pela estação de trem Santa Lucia, então vale muito a pena se hospedar neste bairro. Cannaregio é um bairro vizinho da estação, o que quer dizer, que não terá que andar tanto com a mala para chegar até o hotel, e neste bairro, se encontra bons preços de hotéis. Lembre-se que caminhar com a mala significa subir pontes e escadas o tempo todo para atravessar os canais.

Em Cannaregio é onde fica o antigo Bairro Judeu (ou Ghetto Ebraico, em italiano). Vale muito a visita. Um lugar muito aconchegante passear e conhecer a sua história.

  • Hotel Ca’ Bonfadini

O Hotel Ca’Bonfadini é um edifício quase anônimo pelo lado externo, mas que dentro guarda uma joia.

Quer viver uma experiência de história e luxo ao mesmo tempo na sua hospedagem?

Se hospede no Hotel Ca’ Bonfadini. Este hotel faz parte do “Historic Experience Hotel“.

Este prédio foi adquirido pela familia Bonfadini em 1600 mas e se localiza no Canal Cannareggio. Até hoje preserva o seu interior riquíssimo de uma época e os quartos são impressionantemente belos.

Este hotel oferece ainda a possibilidade de fazer recepção de casamentos e eventos.

Para saber mais e ver todos os aposentos deste “palazzo” maravilhoso, visite o site e faça um tour online 360° por este estupendo hotel.

Destacamos ainda outros hotéis em Cannaregio:

  • Hotel Abbazia – Instalado num antigo mosteiro
  • Locanda Ca’ Lucrezia – hotel de ótimo custo/ benefício
  • Pesaro Palace – quartos em estilo veneziano

Veneza Mestre:

  • Anda Venice Hostel

Este albergue fica localizado fora da ilha, ou seja, em Veneza Mestre, no continente.

O Anda ganhou o prêmio em 2020 de “Albergue Mais Popular em Veneza” e, “Melhor Albergue na Categoria Extra Grande do Mundo” em 2020 e 2019.

Decorado em estilo industrial possui quartos mistos, femininos, duplos ou família. Os ambientes são propícios para a interação dos hóspedes.

Detalhe: se você quiser aproveitar toda esta interação, mas dividir um quarto com quem não conhece não é com você, saiba que todos os quartos podem ser reservados como privados, ok?

Coisas para fazer em Veneza

Veneza é uma cidade que parece ter saído diretamente de um conto de fadas. Suas ruas sinuosas, pontes encantadoras e canais serenos criam uma atmosfera única que encanta a todos que a visitam. É difícil não se apaixonar pela magia que envolve essa cidade. Confira abaixo nossas sugestões para você aproveitar ao máximo esta cidade.

Basílica di San Marco:

Uma das mais famosas da Europa, a Basilica di San Marco mistura os estilos decorativos e arquitetônicos do Oriente e Ocidente.

Coroada com 5 domos enormes na sua cobertura, esta é a terceira igreja a ser construída no local. A primeira foi destruída num incêndio século IX. A segunda, foi demolida, pois a igreja deveria representar o poder e o crescimento de Veneza.

A partir de 1075, os navios que voltavam do exterior eram obrigados por lei, a trazer um presente precioso para decorar “a Casa de San Marco”.

Interessante, né? Nesta Basílica você verá mosaicos lindíssimos do século XII e XIII que não passarão despercebidos.

Curiosidade: os cavalos de bronze da fachada da Basílica, são réplicas, pois os originais estão protegidos no museu dentro da igreja.

Clique aqui para adquirir os bilhetes para visitar a Basilica:

Piazza San Marco:

Piazza San Marco – Foto Pixabay

Sua construção foi iniciada no século IX. De proporções grandiosas, possui 180 metros de comprimento por 70 metros de largura.

Sendo o lugar mais baixo de Veneza, é o ponto que mais sofre com o fenômeno da “acqua alta“. A “acqua alta” é a inundação da maré totalmente esperada e passageira, que sempre fez parte da vida dos venezianos. Normalmente ocorre no outono e inverno, mais provavelmente entre novembro e dezembro.

Palazzo Ducale:

Pátio Interno Palazzo Ducale – Pixabay

O Palazzo Ducale ou, o Palácio dos Doges, está localizado na Piazza San Marco. Foi fundado no século IX e era a residência oficial dos governantes de Veneza, ou seja, os doges.

Durante quase mil anos, 120 doges governaram Veneza do Palazzo Ducale.

O prédio também foi utilizado como prisão. Foi daqui, inclusive, que o famoso Casanova fugiu pelo telhado em 1756.

Acesse aqui para comprar o seu bilhete do Palazzo Ducale.

Mercato Rialto:

Pertinho da Ponte do Rialto encontramos o mercado mais tradicional de Veneza.

ponte rialto
Ponte do Rialto – Foto Pixabay

Entre cores e sabores, os apaixonados pela comida italiana não pode deixar de visitar este lugar. O funcionamento do mercado é divido em duas partes; o de peixe, e o de frutas e verduras. Imperdível!

Horário de abertura:

De segunda a sábado (domingo não abre): das 07:30 as 15:00h

As paradas do Vaporetto são  “San Silvestro” e “Mercato di Rialto”.

Fondaco Dei Tedeschi:

Um prédio de grande valor histórico construído no século XIII hoje abriga um shopping de luxo, e mesmo que você não esteja em Veneza para fazer compras, merece a visita e te explicamos o por quê.

O Fondaco Dei Tedeschi era antigamente apenas um depósito de mercadorias. Possui uma área de 9 mil m2 e são divididos em 5 andares. Foi reestruturado pelo escritório do renomado arquiteto holandês Rem Koolhaas e no seu projeto foi incluído um rooftop de tirar o fôlego dos seus visitantes com uma vista 360 graus da cidade.

Para visitá-lo deve ser feito um agendamento online, e a visita não pode passar de 15 minutos para dar acesso aos demais visitantes.

Campanário:

Uma das estruturas mais antigas da cidade e a mais alta, possui 98,5 metros. Foi construída nos séculos IX ao século XII. A forma atual da torre data de 1912, quando a versão anterior colapsou. Ela proporciona uma vista panorâmica do Grande Canal, da Praça de São Marcos e da Lagoa.

Lá no alto se encontra uma estátua de três metros do Arcanjo Gabriel, sentada em um cata-vento. Conforme a crença dos venezianos, quando o anjo se vira em direção à Basílica, diz-se que a “Acqua Alta” é iminente.

Tour de Gondola:

Aqui está um passeio que por mais turístico que seja vale à pena ao menos uma vez na vida. Uma visita a Veneza não estaria completa sem um passeio de gôndola. Essas embarcações tradicionais de Veneza são conduzidas por gondoleiros experientes que proporcionam uma experiência única. Desfrute de um passeio tranquilo enquanto passa por pontes pitorescas e edifícios históricos.

O preço para 30 minutos é de 80 euros para 05 pessoas.

Murano e Burano:

Para visitar estas duas ilhas que também fazem parte da Comune de Veneza, você deve pegar o vaporetto ou um táxi aquático.

Murano – A Ilha de Murano é famosa por sua tradição em fabricação de vidros. Faça um passeio até Murano e visite uma das fábricas de vidro para ver os artesãos habilidosos trabalhando com vidro soprado. Você também pode encontrar belas peças de vidro para levar para casa como lembrança única de Veneza.

Burano – A Ilha de Burano é conhecida por suas casas coloridas e rendas requintadas. Explore as ruas pitorescas desta ilha encantadora e maravilhe-se com as fachadas vibrantes das casas dos pescadores. Além disso, não deixe de visitar uma das lojas de renda e aprender sobre a tradição secular da renda de Burano.

Livraria Acqua Alta:

Assim como toda Veneza, a livraria Acqua Alta é uma das livrarias mais originais de todo o mundo. Literalmente recheada de livros (até uma escada é feita de livros), encontrará ali também uma gôndola estacionada para tirar a sua foto tranquilamente. Além de vários gatinhos espalhados por toda a livraria dormindo sobre os livros ou circulando tranquilamente pela loja.

Endereço: Sestiere Castello, Calle Lunga Santa Maria Formosa, 5176/B 30122

Teatro Italia Despar di Italia:

Um teatro de 1915 onde o seu interior é ainda intacto, mas dentro foi instalado um supermercado. O projeto teve toda a preocupação de preservar os afrescos e as estruturas existentes. Que tal fazer suas compras em um ambiente assim super original?

Veja aqui algumas fotos  deste projeto inovador da rede de supermercados Despar.

Gallerie dell’Accademia:

Para os amantes da arte, uma visita à Gallerie dell’Accademia é imprescindível. Este museu abriga uma extensa coleção de arte veneziana dos séculos XIV ao XVIII. Admire obras-primas de artistas renomados, como Tintoretto, Veronese e Bellini, e mergulhe na rica história artística de Veneza.

Peggy Guggenheim Collection:

A Peggy Guggenheim Collection é um paraíso para os amantes da arte moderna. Localizada no Palazzo Venier dei Leoni, às margens do Grande Canal, esta coleção abriga obras de artistas famosos, como Picasso, Pollock e Dalí. Explore a coleção eclética de arte moderna e contemporânea e deixe-se inspirar pela criatividade dos artistas.

As pontes de Veneza

Por aqui as pontes são parte integrante da paisagem e cultura. Além de icônicas, conectam as inúmeras ilhas e ajudam os moradores e turistas a explorarem a cidade. Abaixo vamos mostrar as pontes mais famosas de Veneza, mergulhando em sua história, arquitetura e lendas fascinantes.

Ponte Rialto

Começamos nossa jornada pelas pontes de Veneza com a famosa Ponte Rialto. Localizada sobre o Grande Canal, a Ponte Rialto é um ícone da cidade. Com sua história que remonta ao século XVI, a ponte desempenhou um papel fundamental no desenvolvimento econômico de Veneza. O design arquitetônico da Ponte Rialto é uma mistura de elementos renascentistas e góticos, refletindo a riqueza e o poder de Veneza durante a época de ouro da República. Ao atravessar a ponte, você pode desfrutar de vistas deslumbrantes do Grande Canal e explorar as lojas e mercados próximos.

Esta ponte construída em 1588 é a mais linda e imponente ponte de Veneza. Possui o mesmo desenho das pontes anteriores mas que eram de madeira. Durante anos foi a única ligação entre os dois lados do canal.

Ponte da Academia

A Ponte da Academia é conhecida por sua importância artística e cultural. Ela conecta os distritos de San Marco e Dorsoduro e oferece uma vista panorâmica deslumbrante do Grande Canal. A ponte atual é uma reconstrução do século 19, substituindo uma ponte de madeira mais antiga. Ao atravessar a Ponte da Academia, você chegará à famosa Gallerie dell’Accademia, que abriga uma impressionante coleção de arte veneziana. Esta ponte é uma parada obrigatória para os amantes da arte que visitam Veneza.

Ponte Scalzi

A Ponte Scalzi é uma das poucas pontes em Veneza que permite a passagem de trens. Localizada perto da estação de trem Santa Lucia, a ponte é uma conexão importante entre o continente e a cidade. Ao atravessar a Ponte Scalzi, você será recebido pelo encanto do bairro de Santa Croce, com seus canais tranquilos e ruelas pitorescas. A partir daqui, você pode facilmente acessar atrações populares, como a Basílica de Santa Maria Gloriosa dei Frari e a Igreja de San Rocco.

Ponte della Libertà

A Ponte della Libertà é uma ponte moderna que liga Veneza ao continente. Construída no século 20, ela desempenha um papel crucial no transporte e na economia da cidade. Além disso, ao atravessar a Ponte della Libertà, você terá uma vista deslumbrante da Lagoa de Veneza, com suas águas cintilantes e ilhas pitorescas. É um local perfeito para admirar a paisagem e capturar fotografias memoráveis.

Ponte da Constituição

Projetada pelo renomado arquiteto Santiago Calatrava, a Ponte da Constituição é uma ponte moderna e controversa em Veneza. Sua estrutura única e design inovador a tornam uma atração por si só. Localizada próxima à estação de trem de Veneza Santa Lucia, a ponte se destaca na paisagem urbana com seu formato arqueado e linhas elegantes. Embora tenha gerado debates entre os moradores e especialistas em arquitetura, a Ponte da Constituição se tornou um marco icônico de Veneza.

Ponte degli Scalzi

A Ponte degli Scalzi é uma ponte de grande importância histórica e religiosa em Veneza. Localizada sobre o Grande Canal, perto da estação de trem Santa Lucia, a ponte é um exemplo impressionante da arquitetura barroca veneziana. Ela recebeu esse nome devido à igreja adjacente, Chiesa degli Scalzi. A Ponte degli Scalzi é uma passagem estratégica para chegar à região de Cannaregio e explorar suas belezas, incluindo o Gueto Judeu de Veneza.

Ponte delle Guglie

A Ponte delle Guglie é uma ponte que se destaca por suas características arquitetônicas distintivas. Localizada no distrito de Cannaregio, ela é reconhecida por suas quatro “guglie” (agulhas) de pedra em cada canto da ponte. A Ponte delle Guglie possui uma importância histórica e cultural significativa, oferecendo uma vista panorâmica do Gueto Judeu de Veneza. Ao atravessar a ponte, você terá a oportunidade de explorar essa área fascinante e aprender mais sobre a história judaica de Veneza.

Ponte della Paglia

Se você está em busca de um cenário romântico em Veneza, a Ponte della Paglia é o lugar perfeito. Localizada próxima ao Palácio Ducal, essa ponte encantadora é cercada por uma atmosfera romântica e uma vista deslumbrante dos gondoleiros e suas gôndolas. A Ponte della Paglia é um local popular para tirar fotos e apreciar a beleza única de Veneza. Não se surpreenda ao ver casais apaixonados se beijando enquanto cruzam essa ponte encantadora.

Ponte degli Sospiri

Essa Ponte degli Sospiri original está localizada dentro do Palácio Ducal e conecta a sala de interrogação do palácio às antigas prisões. A lenda diz que os prisioneiros, ao atravessarem a ponte, suspiravam ao ver pela última vez a beleza e a liberdade de Veneza. A Ponte degli Sospiri é um símbolo icônico da cidade e uma parada obrigatória para os amantes de história e arquitetura.

Ponte delle Tette

A Ponte delle Tette é uma ponte com um nome curioso e uma história intrigante. Localizada no distrito de Cannaregio, a ponte remonta ao século 16 e recebeu seu nome devido à prática das cortesãs venezianas exibirem seus atributos no parapeito da ponte para atrair clientes. Ao longo dos anos, a sociedade e a urbanização mudaram, e a Ponte delle Tette deixou para trás suas tradições passadas. Hoje, é uma das muitas pontes encantadoras de Veneza, testemunhando a evolução da cidade.

Ponte dei Pugni

A Ponte dei Pugni, também conhecida como “Ponte dos Punhos”, é uma ponte que representa a cultura e as tradições venezianas únicas. Localizada no distrito de Dorsoduro, essa ponte foi o palco de competições de luta de rua entre famílias rivais durante os séculos 16 e 17. Essas lutas eram uma forma de resolver disputas e afirmar a posição social. Hoje, a Ponte dei Pugni é uma lembrança das antigas tradições venezianas e uma parada interessante para aprender mais sobre a história e a cultura da cidade.

Ponte dei Sospiri (Burano)

Embora já tenhamos falado sobre a Ponte degli Sospiri original, você pode se surpreender ao saber que há uma “Ponte dos Suspiros” em Burano, uma ilha próxima a Veneza. A Ponte dei Sospiri em Burano não é tão famosa quanto sua homônima em Veneza, mas possui seu próprio charme e beleza. Ao visitar Burano, você pode desfrutar das cores vibrantes das casas de pescadores e cruzar a encantadora Ponte dei Sospiri para apreciar a atmosfera única dessa ilha colorida.

Quer conhecer 05 restaurantes (osterias) em Veneza frequentadas por nativos? Clique aqui e veja nossas dicas.

Conclusão

Veneza, com seus canais românticos, arquitetura deslumbrante e rica história, é um destino imperdível para os amantes de viagens. Desde a Basílica de São Marcos até os passeios de gôndola pelos canais sinuosos, cada experiência em Veneza é única e inesquecível.

Através deste blog, compartilhamos os principais pontos turísticos, dicas de restaurantes autênticos, informações sobre os famosos festivais venezianos e orientações sobre como se locomover pela cidade. Esperamos que isso tenha ajudado você a aproveitar ao máximo sua visita.

Agora que você sabe tudo sobre Veneza, é hora de começar a planejar sua viagem dos sonhos! Reserve seu voo, encontre acomodações encantadoras e prepare-se para mergulhar na magia desta cidade flutuante. Afinal, Veneza espera por você, com suas vielas pitorescas e vistas deslumbrantes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *