Pular para o conteúdo
Início » VESPA – você sabe porque ela conquistou o mundo?

VESPA – você sabe porque ela conquistou o mundo?

Vespa

Conheça a história Vespa. A motocicleta italiana que representa a época do pós-guerra e completou 76 anos de existência.

Publicidade

Quando a Itália emergiu do declínio da Segunda Guerra Mundial, ela estava em um estado de desordem muito grande. O país foi devastado após anos de conflito e ditadura, mas as pessoas estavam finalmente livres para se mover e viajar novamente. Com cidades e fábricas reconstruídas, havia uma atmosfera de otimismo enquanto as pessoas celebravam nas ruas com música rock and roll. 

Esta nova liberdade de movimento veio junto com outros problemas; os serviços de transporte público ainda eram desorganizados, limitados e superlotados. Sem ônibus ou bondes disponíveis nas cidades maiores, as empresas de caminhões particulares tiveram que intervir para fornecer transporte aos passageiros que procuravam sair a noite, ir ao cinema ou passar o dia na praia.

vespas
Vespas - Fonte Pixabay

Quando a Vespa foi criada?

Foi neste contexto que o engenheiro Corradino D’Ascanio criou a motocicleta Vespa em 1946. Ela rapidamente ganhou popularidade devido a seu design leve, baixo custo e praticidade, proporcionando uma forma acessível de locomoção neste período. 

Publicidade

A Vespa também provou ser um veículo confiável e seguro, já que as ruas e estradas estavam bem danificadas, como a presença constante de buracos, por exemplo. 

Com o tempo, ela se tornou um ícone da cultura e do estilo italiano, razão pela qual muitos hoje o consideram um dos designs mais icônicos já criados.

Além desta liberdade reconquistada, começam a surgir oportunidades de trabalho. E a ideia de adquirir um meio de transporte que te torna independente, e te da mobilidade para ir e vir sem depender de ninguém agrada, e rápido, a todos.

Publicidade

E quem idealizou a Vespa?

Enrico Piaggio, o fundador da Piaggio, indústria que fabricava, locomotivas, aviões, hidroaviões e assessórios náuticos, era um engenheiro e empresário italiano muito conceituado. Quando era jovem, ele havia estudado nos Estados Unidos e inventado o primeiro protótipo de um helicóptero moderno. 

Mas Piaggio não gostava de motocicletas porque as achava desconfortáveis, difíceis de dirigir. Ele queria criar uma motocicleta para aqueles que eram inexperientes e nunca tinham pilotado uma antes; uma motocicleta que fosse a menor possível. Em 1946, ele deu à D’Ascanio – um de seus engenheiros – a tarefa de produzir um veículo inovador, porém barato, que todos pudessem pagar.

D’Ascanio levou a sério este desafio e criou o primeiro rascunho do que ficaria conhecido como Vespa – nome que se refere ao seu barulho. Ela apresentava um corpo de aço com guidão montado em uma haste de um único braço e com sistema de suspensão dianteira e espaço para dois passageiros. 

Como era a Vespa original?

O guidão era ajustável e equipado com uma alavanca de freio, permitindo aos motociclistas controlar facilmente sua velocidade enquanto manobravam em curvas apertadas. O seu motor atingia a velocidade de 60 km/hora.

Seu design inteligente permitiu aos motociclistas montar facilmente sua Vespa sem ter nenhuma ajuda de outra pessoa, ou levantar-se nela, algo que outras motocicletas da época não permitiam. Além disso, não tinha peças mecânicas expostas, o que se mostrou mais fácil para fins de manutenção, caso algo desse errado durante os passeios.

A Vespa subiu rapidamente em popularidade devido a sua conveniência, acessibilidade e design elegante; tudo graças ao pensamento criativo da D’Ascanio combinado com as necessidades comerciais da Piaggio. Até hoje, as Vespas continuam populares tanto entre os motociclistas experientes quanto entre os iniciantes que apreciam seu design simples, mas eficiente em relação a outras motocicletas no mercado atual!

Na realidade, Enrico Piaggio, o proprietário da empresa, quis voltar rapidamente à construção de modelos aeronáuticos nos quais sua empresa era especializada. A fábrica precisava transformar e mudar de seus modelos de aviões relacionados à guerra para algo mais adequado ao uso civil. 

Durante este período de transição, eles precisavam desesperadamente de algo que vendesse bem e ajudasse a sustentar a economia de sua indústria. Foi com esta ideia em mente que nasceu o projeto “Vespa”.

Ela se mostrou tão popular entre os italianos que logo se tornou um símbolo de modernidade e mobilidade em toda a Europa. A popularidade da Vespa continuou crescendo durante os anos 50 e 60, com vários novos modelos sendo lançados durante essas décadas, incluindo ícones clássicos como o Vespa Special de 50cc e o modelo GS de 125cc, que eram extremamente populares entre os jovens da época.

A Vespa chega aos EUA

Em 1968, Piaggio começou a vender as Vespas na América do Norte, onde elas se mostraram igualmente populares, tornando-se eventualmente parte integrante da cultura pop americana com aparições em filmes como Feriado Romano e Grease, juntamente com inúmeras canções dedicadas a elas ao longo dos anos como: “Little Deuce Coupe”, ou, “Fun Fun Fun” ambas da banda “The Beach Boys”.

Sendo veículo muito procurado devido ao seu design icônico e desempenho confiável, ainda hoje as Vespas continuam fazendo muito sucesso e agregando muito estilo aos seus usuários.

Com exemplares expostos em vários museus de transportes, de design e arte moderna em todos o mundo, está presente também na coleção permanente da Triennale Museum di Milano e no MoMA di New York.

Quer conhecer outro veículo que também é ícone do design italiano? Veja aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *