Pular para o conteúdo
Início » Descubra 4 vulcões ativos e mais temidos da Itália!

Descubra 4 vulcões ativos e mais temidos da Itália!

Você sabia que junto à Islândia, a Itália tem a maior número de vulcões ativos da Europa, além de estar entre os primeiros países com maior número de pessoas expostas ao risco de uma atividade vulcânica em todo o mundo.

Publicidade

Agora você vai descobrir com a gente!

Todos conhecemos o final trágico da população de Pompeia em 79 d.C., destruída após a erupção do Vesúvio. E também em 1631, quando depois de 130 anos, adormecido, o mesmo vulcão entrou em atividade, deixando centenas de mortos.

vulcão
Vulcão na Itália – Fonte Pixabay

Conhecendo mais sobre os vulcões:

Mas deixando de lado os perigos e catástrofes promovidas por erupção vulcânicas, os vulcões são forças da natureza poderosas e encantadoras, além de serem responsáveis pela criação de um dos solos mais férteis do planeta.

Publicidade

Durante o processo de erupção, o vulcão expele pedaços de rochas ricas em minerais como ferro, magnésio e potássio, alguns dos principais encontrados em fertilizantes. A cinza vulcânica também presta contribuição semelhante à medida que espalha nutrientes como sílica, oxigênio e dióxido de carbono pelo solo.

Como são classificados os vulcões?

A comunidade científica classifica os vulcões conforme seu estado de atividade – extintos, adormecidos e ativos. Por meio da monitorização analisa-se a sismicidade, emissões gasosas, deformação do terreno, sons de baixa frequência, entre outros. Tudo para conseguir prever quando um vulcão entrará em erupção.

Tamanho era o prestígio, respeito e medo dos antigos romanos sobre os vulcões, que deram a um de seus deuses o nome de Vulcano. A divindade, filho de Júpiter e Juno, ocupava o posto de artesão divino e ferreiro dos deuses, sendo o responsável por forjar o Monte Etna e outros picos da Itália.

Apesar de não haver um consenso na vulcanologia sobre o que é um vulcão ativo, de modo geral a classificação se refere àqueles que entram em erupção ou mostram sinais de instabilidade, como pequenos sismos ou emissões gasosas. Erupções históricas também são usadas como parâmetro.

Conheça os vulcões ativos da Itália:

1. Etna:

Os vulcões ativos da Itália estão na terra, como o Etna na Sicília, o Stromboli e o Vulcano nas Ilhas Eólias, e o Vesúvio em Nápoles. Ou, ainda, submersos na região do Mar Tirreno e no Canal da Sicília, e a ilha vulcânica de Ísquia, no golfo de Nápoles, que conta com uma intensa atividade hidrotermal.

Publicidade

Situado na Sicília, este é o vulcão mais ativo da Itália. Seu cume está a 3.300 metros acima do nível do mar. É também o vulcão mais alto da Europa e um dos mais altos do mundo. Tem aproximadamente 3.357 metros de altitude, podendo aumentar gradualmente de acordo com suas constantes erupções.

Suas dimensões são gigantescas. Ocupa um território de 1.190 km², sendo duas vezes maior que outro vulcão italiano muito conhecido, o Vesúvio. Para ter uma noção do quanto o Etna é grande, ele é maior que Londres e a cidade de Nova York.

Geralmente suas erupções não são perigosas à população que vive nas redondezas, mas eventualmente podem oferecer algum risco já que, cinzas altamente explosivas de uma destas erupções, foram encontradas em lugares bem longe como Roma, situada a 800 km de distância.

E você pode fazer um lindo passeio para visitar este vulcão. O ponto de partida, chamado de Torre Del Filosofo, fica a 2.900 metros. E para chegar até lá, é preciso utilizar carro, teleférico e um ônibus 4 x 4. Portanto, a aventura e vistas excepcionais estão garantidas no roteiro.

Por este site abaixo, você consegue ver a programação de uma empresa que organiza vários tipos de passeios para o Etna como trekking, passeios de jipe, passeios guiados com almoço, e outros.

https://www.etna-escursione.com/pt/

2) Stromboli:

Vulcão Stromboli - Fonte: Pixabay
Vulcão Stromboli – Fonte: Pixabay

O Stromboli é um dos vulcões mais ativos do mundo que também fica na Sicília.

É uma ilha vulcânica e fica no arquipélago das Ilhas Eólias, situada no oeste do Mediterrâneo, ocupando uma área de 12,2 km². Seu vulcão possui 996 metros de altura.

Com permanente atividade vulcânica, raramente oferece riscos. Caso o vulcão ofereça algum risco, a ilha tem o acesso imediatamente fechado.

A ilha é conhecida como “Faro del Tirreno”, já que durante a noite podemos vê-lo brilhar a longa distância.

As erupções mais importantes e violentas ocorreram em 1919 e 1930. As duas, aparentemente, aconteceram devido a entrada de água do mar dentro da chaminé vulcânica, causando as explosões.

Clique aqui para você conhecer alguns passeios que podem ser feitos e organizar sua experiência junto a esse lindo vulcão nesta ilha de águas cristalinas.

3) Vesúvio:

Vulcão Vesúvio – Fonte Pixabay

Famoso em todo o mundo, o Vesúvio é o único vulcão ativo que está localizado na parte continental da Itália. Se encontra a 12 km de Nápoles e a 10 km da antiga Pompeia. Sua última erupção mais forte foi em 1944.

Talvez por isso, ao olhar para ele, a gente prova um sentimento de medo e nos faz lembrar que devemos repeitá-lo.

Possui uma altitude de 1.281 metros e entrou em atividade várias vezes, se tornando o vulcão mais perigoso do mundo devido à proximidade com os habitantes da região. Hoje ainda vivem ali cerca de 700 mil pessoas.

4) Vulcano:

Este vulcão fica na ilha de mesmo nome e se localiza no arquipélago das Ilhas Eólias, na Sicília. A ilha Vulcano (vulcão em português), deu nome a todas as montanhas geologicamente ativas no mundo.

O Vulcano é um vulcão com cerca de 90.000 anos. Entrou em erupção há mais de um século, em agosto de 1888 e março de 1890. Na época, os habitantes da ilha foram obrigados a fugir. Hoje, sua atividade vulcânica consiste na liberação de vapores e gases.

Este vulcão não é particularmente alto, então uma boa dica são as trilhas, pois não é difícil chegar ao cume. Você ainda pode fazer uma visita guiada para saber mais sobre a atividade vulcânica.

Vulcano também recebe muitos turistas em suas praias de areia preta e fina até meados de outubro. Os centros benessere dos hotéis oferecem tratamentos terapêuticos utilizando lama e enxofre. Dentre outros passeios que a ilha oferece, estão o mergulho e passeios nas grutas presentes na ilha.

Ainda mais interessante, é que esses locais, quando não estão em risco de erupção, ficam abertos para visitação. A experiência é única e vale a pena adicionar os vulcões no roteiro turístico pela Itália.

Gostou deste post? Clique aqui e venha conhecer mais 10 curiosidades sobre a Itália que ninguém te contou.